30MAR

Como cuidar de plantas dentro de um apartamento

Nem sempre é possível ter um quintal ou terraço para manter um grande jardim em casa, e muitas pessoas acabam deixando de lado a ideia de ter plantas por achar que isso não é possível em um apartamento. No entanto, morar em um espaço pequeno ou com pouca luz não é desculpa para deixar de incluir um pouco de jardinagem no seu lar, e ter plantas dentro do apartamento é muito mais fácil do que parece!

Assim como nossas casas, as plantas vêm em todos os tipos de formas, tamanhos e preferências. Cada espécie tem as suas necessidades de iluminação e espaço, e a chave para manter as suas plantas dentro do apartamento felizes e deslumbrantes é descobrir as que melhor se adaptam aos ambientes da sua casa.

Além disso, não faltam motivos para querer manter plantas dentro do apartamento: elas proporcionam diversos benefícios físicos e mentais, seja filtrando a poluição do ar, regulando a umidade dos ambientes, ou promovendo bem-estar e combatendo o estresse. E, é claro, são ótimas adições para a decoração, sendo adições lindas e charmosas para trazer mais vida aos seus ambientes.

Com todas estas utilidades, não tem desculpa para não ter o seu jardim em casa. Para ajudar você neste processo, elaboramos este artigo com várias dicas importantes sobre como cuidar de plantas dentro de um apartamento, como escolher as melhores espécies e formas de usar elas na decoração. Confira a seguir!

Como escolher as plantas certas

Não há nada melhor que consultar um florista para escolher as melhores espécies de plantas para o seu apartamento. Cada planta se adapta bem a diferentes tipos de ambientes, e isto depende muito de condições de iluminação do imóvel e do próprio clima da cidade. Os cactos e suculentas gostam de muita luz solar direta, por exemplo, enquanto espécies tropicais necessitam de bastante água e umidade.

Para quem está começando, uma dica é escolher espécies conhecidas pela sua resistência e baixa manutenção. A lança de são Jorge, algumas espécies de palmeira, a jiboia e a zamioculca são exemplos perfeitos para iniciantes. No entanto, se você mora com crianças ou pets, tenha cuidado redobrado: algumas plantas são tóxicas quando ingeridas, então atente para escolher espécies não-tóxicas ou para que elas não fiquem ao alcance dos pequenos.

Como cultivar plantas dentro do apartamento

Cultivar plantas dentro do apartamento não é uma tarefa difícil: as palavras-chave são luz, água e dedicação. O primeiro passo é encontrar um bom cantinho para as suas plantas, onde elas recebam a quantidade de iluminação que necessitam para viverem bem. Plantas com mais necessidade de sol devem ficar próximas a janelas, enquanto as que gostam de sombra precisam ficar em locais mais afastados – ou contar com uma cortina para a sua proteção.

Quanto à rega, é importante tomar cuidado para não deixar as plantas com sede nem aguar excessivamente, pois as raízes podem ficar encharcadas e apodrecer. Além de perguntar ao vendedor as preferências da espécie, você pode conferir com o dedo ou um palito se a terra está úmida antes de regar, para entender melhor a frequência de rega de cada uma.

Outros cuidados adicionais são fertilizar o solo periodicamente, para garantir os nutrientes das suas plantas, e remover as partes que não estão saudáveis para mantê-las sempre felizes e bonitas. Além disso, tenha em mente que é comum que algumas plantas morram mesmo sendo cuidadas com dedicação e carinho. Não desanime e persista no sonho de ter um belo jardim, usando as lições aprendidas com novas plantas!

Decorando a casa com vegetação

Existem várias formas de utilizar as plantas dentro do apartamento como objetos de decoração incríveis. Uma maneira simples de deixar qualquer cantinho mais bonito é escolher plantas de maior porte, com grande presença – como espécies tropicais de folhas amplas ou cactos – e utilizar suas formas esculturais para valorizar o espaço ao seu redor como itens isolados.

Outra ideia fácil e que se adapta bem a qualquer espaço é criar composições de plantas, combinando diferentes cores e texturas com vasos que harmonizam bem entre si. Este conceito pode ser aplicado em praticamente qualquer superfície – basta escolher vasos e plantas de tamanho adequado para o espaço. Como decoração no canto de um balcão usado diariamente, pequenos cactos e suculentas podem dar um toque de charme sem atrapalhar o espaço de trabalho, enquanto plantas de médio porte podem criar uma composição encantadora para adornar o canto de uma escada ou um aparador decorativo.

As plantas pendentes são especialmente cativantes quando utilizadas para enfeitar prateleiras ou estantes. O efeito de cascata das folhas cria uma impressão visual linda ao despencar para baixo do nível do suporte, sendo também ótimas espécies para decorar a casa em ganchos de parede e de teto, com o vaso em uma sustentação de macramê.

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter para receber mais conteúdos como este diretamente no seu e-mail!